Dificuldade que muitas crianças apresentam em fazer ou “conter” o cocô pode ser sinal de megacólon psicogênico

Disfunção bastante comum na infância, o megacólon psicogênico está geralmente associado a algum transtorno de ordem emocional, como traumas e fobias. O problema é caracterizado pela inibição do reflexo de evacuar. Com o tempo, perde-se esse reflexo e a criança começa a reter as fezes, até que surge o quadro de pseudo-incontinência. Nele, ocorre a perda involuntária decorrente de um mecanismo de transbordamento e de processos inflamatórios. Leia mais

Antidepressivos bloqueadores de serotonina são aliados contra sintoma da síndrome do intestino irritável

O uso de antidepressivos pode ser um grande aliado no tratamento da Síndrome do Intestino (ou cólon) Irritável – SII. O problema tem causa desconhecida e atinge cerca de 1,5 milhão de brasileiros, principalmente mulheres – a proporção é de quatro para cada homem. A indicação do medicamento ocorre quando no quadro clínico há predominância da diarréia. Leia mais

ELETROESTIMULACÃO

A eletro-estimulação é a aplicação de corrente elétrica para estimular os órgãos pélvicos ou sua inervação. O objetivo pode ser induzir uma resposta terapêutica diretamente ou modular uma disfunção do trato urinário inferior, intestinal ou sexual.

Utilizada para o tratamento da incontinência urinária, incontinência anal e dores crônicas da região anorretal. Consiste na aplicação de eletrodos ou pequenas placas de borracha na superfície da pele (eletrodos de superfície) ou dispositivos com formato de cone que são introduzidos na vagina ou no reto, para a estimulação dos ramos do nervo pudendo. Leia mais

Neuromodulação

A estimulação dos nervos sacrais ou neuromodulação sacral é uma opção de tratamento para os distúrbios da defecação e micção. Mais de 140 mil pacientes¹ em todo o mundo ja receberam  a neuromodulação sacral para a
recuperação do controle  urinário e intestinal.

A terapia consiste na estimulação das raízes nervosas que passam próximas ao osso  sacro através de um neuroestimulador. O neuroestimulador envia impulsos elétricos para os nervos sacros para modular a atividade neural que influencia o comportamento do assoalho pélvico, do trato urinário inferior, esfíncteres urinários e anal, e do cólon. Ao contrário dos medicamentos orais que visam o componente muscular de controle da bexiga, a neuromodulação sacral oferece controle dos sintomas através da modulação direta da atividade neural. Leia mais

Vitaminas

O consumo de frutas, verduras e legumes é essencial para a saúde e qualidade de vida. Hábitos de vida saudáveis como uma dieta equilibrada, a realização de exercícios físicos e a redução do estresse melhoram o bem estar geral e aumentam a qualidade e expectativa de vida. As frutas, verduras e legumes são alimentos  ricos em vitaminas e minerais. Muitos estudos médicos tentam mostram a associação de consumo de frutas e a prevenção de algumas doenças cardiovasculares e câncer entre outras. O que temos de evidência recente é que, em relação ao acidente vascular cerebral, conhecido como derrame, o consumo diário de 3 porções de frutas é capaz de reduzir, em pelo menos 12 %, o risco de derrames cerebrais. É importante saber que é suficiente a quantidade de vitaminas presente nos alimentos, especialmente as frutas, para conseguirmos um benefício na saúde e na prevenção dessas e de outras doenças.

OS RISCOS DA COLONTERAPIA.   O QUE VC PRECISA SABER !

Um bom exemplo do que podemos classificar como risco associado à informação de qualidade ruim é a divulgação da colonterapia  ou hidrocolonterapia, lavagem do intestino grosso com o objetivo de “desintoxicar” e “reabilitar” o órgão, “melhorar” a imunidade e “prevenir” uma série de enfermidades. Uma rápida pesquisa no Google nos oferece aproximadamente 643 entradas para colonterapia; 936 para hidrocolonterapia e aproximadamente 19.500 para lavagem do intestino grosso. O problema é que não são disponibilizadas informações sobre os riscos inerentes a este método nada científico, o que deixa o leigo à mercê da sorte. Leia mais

Aleitamento  Materno e Risco Obesidade

Há muitos anos a OMS (organização mundial de saúde) recomenda-se amamentação exclusiva com leite materno até os 6 meses de vida. Na atualidade sabe-se que o aleitamento exclusivo, até os seis meses de vida, reduz o risco da criança desenvolver obesidade. Uma dieta saudável na infância reduz o risco de obesidade e doenças cardiovasculares na vida adulta. Um estudo publicado recentemente mostrou que as crianças que tiveram crescimento saudável intra-uterino, secundário a uma alimentação correta da mãe, nasceram com melhor peso, que a média das crianças, e que ainda tinham desempenho escolar melhor. Leia mais

Dicas para os Diabéticos

O diabetes melittus é uma doença endócrina caracterizada principalmente pelo aumento da glicose no sangue. Este aumento é secundário a uma produção anormal ou insuficiente de insulina pelo pâncreas, ou a uma resistência de sua ação. A insulina é o hormônio produzido no pâncreas e responsável, pela entrada da glicose para dentro das células. Na verdade a glicose para entrar na célula precisa da insulina como um “carreador”. Existem 2 tipos de diabetes, o tipo 1 em que há uma ausência da produção de insulina e o tipo 2 em que a ação da insulina esta prejudicada. Neste último caso a principal causa é o sobrepeso ou a obesidade. Leia mais

DESCONTROLE INTESTINAL EM CRIANÇAS

A perda do controle intestinal , pode ser encontrado também  na infância ! O distúrbio é conhecido como  megacólon psicogênico e  está geralmente associado a algum transtorno de ordem emocional, como traumas e fobias. O problema é caracterizado pela inibição do reflexo da evacuação, e o processo se inicia quando a criança retem a vontade de evacuar por medo de sentir dor ou por não querer interromper alguma atividade recreativa. Com o tempo, a criança perde a vontade de evacuar, formando grandes quantidades de fezes que levam a uma dilatação do reto e enfraquecimento dos músculos do ânus. Assim, a criança passa a sujar as roupas sem controle, gerando um grande transtorno para o convívio social e familiar. Leia mais