Aleitamento  Materno e Risco Obesidade

Há muitos anos a OMS (organização mundial de saúde) recomenda-se amamentação exclusiva com leite materno até os 6 meses de vida. Na atualidade sabe-se que o aleitamento exclusivo, até os seis meses de vida, reduz o risco da criança desenvolver obesidade. Uma dieta saudável na infância reduz o risco de obesidade e doenças cardiovasculares na vida adulta. Um estudo publicado recentemente mostrou que as crianças que tiveram crescimento saudável intra-uterino, secundário a uma alimentação correta da mãe, nasceram com melhor peso, que a média das crianças, e que ainda tinham desempenho escolar melhor.

Estudos em animais, correlacionam um aumento da incidência de síndrome metabólica e consequentemente diabetes e doenças cardiovasculares, em ratos que foram submetidos a desmame leite materno precoce. Portanto é provável que o mesmo aconteça na raça humana. Sabemos que com a vida moderna o período de amamentação vem diminuindo e portanto aumentando o risco de doenças na vida adulta desta população. Para reduzir o risco de desenvolver essas alterações metabólicas, o incentivo a uma dieta balanceada a base de cereais, verduras, legumes e frutas, é fundamental. No nosso país, a média de consumo desse alimentos é de aproximadamente 25% da recomendada, onde a principal barreira é o custo desses alimentos. Portanto, políticas de saúde são importantes para que, a longo prazo, a incidência de doenças crônicas ligadas a um hábito alimentar e de vida ruins. sejam reduzidas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *